5 curiosidades bíblicas que você com certeza tem

A Bíblia é um livro sagrado de milhares de anos e que traz consigo uma atmosfera de curiosidade e mistério a seu respeito. Isso por que é uma escritura muito antiga e que, até os dias de hoje, segue sendo reproduzida, seguida e validada pelo mundo inteiro.

O fato é que a Bíblia é um verdadeiro fenômeno que motiva multidões e também gera muita curiosidade nas pessoas.

Por isso é que você verá a seguir 5 curiosidades bíblicas que você com certeza tem!

  • das 5 curiosidades bíblicas que você com certeza tem: Quem escreveu a Bíblia?

Se engana bastante quem crê que a Bíblia foi escrita somente por uma pessoa. Isso por que o Livro Sagrado nada mais é do que a reunião de diversos livros escritos em diferentes épocas.

Os principais autores do mesmo, de acordo com a visão religiosa, foram pessoas que, de alguma forma, receberam mensagens divinas para produzir as escrituras e também apóstolos que viveram com Jesus.

Já segundo os historiados a resposta é diferente e o que conhecemos como Antigo Testamento nada mais é do que a reunião de diversas lendas e histórias do povo judeu que foram passadas durante séculos, no boca-a-boca e posteriormente registradas em papel. Já o Novo Testamento teria sido escrita por seguidores e apóstolos de Jesus.

  • das 5 curiosidades bíblicas que você com certeza tem: Qual o idioma original da Bíblia

Originalmente os textos do Antigo Testamento foram escritos em aramaico e hebraico. O aramaico é uma antiga língua que era utilizada em algumas partes do Oriente Médio e o hebraico é o idioma utilizado até os dias de hoje em Israel.

Já os textos do Novo Testamento foram escritos em grego, aramaico e copta, que é um antigo idioma egípcio.

  • das 5 curiosidades bíblicas que você com certeza tem: de onde vem o nome da Bíblia

A palavra “Bíblia” provém do grego biblion, que era o nome conferido aos antigos livros feitos em papiro. Esse nome teve início graças a cidade fenícia chamada Biblios, local de onde os gregos traziam o papiro para suas escrituras.

  • das 5 curiosidades bíblicas que você com certeza tem: Jesus teve contato com o Antigo Testamento?

Tudo indica que sim pois como judeu ele deveria ter acesso aos textos do Antigo Testamento o que significa que deve ter lindo o mesmo. Há também uma passagem na Bíblia que diz “Quando Jesus vai a sinagoga, ele abre um rolo e lê um texto do profeta Isaías” lembrado que esse é um dos livros que fazem parte do Antigo Testamento.

bacharel em teologia (2) curso-de-teologia-gratis-
  • das 5 curiosidades bíblicas que você com certeza tem: Como eram produzidos os exemplares da Bíblia

Visto que não havia gráfica na época é claro que dava um trabalho enorme reproduzir a Bíblia. O trabalho era feito à mão por copistas profissionais. O mais curioso é que a maioria dos copistas eram analfabetos, o que aumentava bastante o risco de erro.

Como esses exemplares eram escassos e raros eles normalmente ficavam trancados em mosteiros, longe do acesso de todos.

Vale lembrar que até a Idade Média o livro não era como conhecemos hoje e sim formado por um grande rolo de folhas avulsas de pergaminho ou papiro na qual os textos eram escritos.

Por fim, uma curiosidade extra é que nem sempre a Bíblia foi dividida em capítulos e versículos, nem tinha pontuação. Isso só começou a mudar depois do século XIII em uma versão organizada pelo arcebispo Stephen Langton.

Quantas curiosidades sobre a Bíblia, não é mesmo?! Pois bem, agora elas foram desvendadas!

Até a próxima!

 

 

Curso de teologia a distancia vale a pena?

Devido à grande agitação do nosso dia-a-dia, temos muitas atividades a serem desempenhadas e pouco tempo para dar conta. Eu que sempre amei o estudo da palavra de Deus, decidi que era a ora de procurar um curso teológico, mas aí veio a dúvida: como se eu não tenho tempo? Conclui que precisaria ir para o método online e encontrei o curso de teologia a distância da universidade da bíblia e em cima cheguei a conclusões bem interessantes.

O que um curso de teologia a distancia deve oferecer?

A resposta a essa indagação depende das suas expectativas. Você quer ser um bacharel em teologia? Quer essencialmente ter formação teológica para ministrar de forma mais consciente seu ministério? Quer carteirinha de teólogo? Devo me inscrever num curso de nível superior? Pode ser um curso livre? O curso precisa obrigatoriamente ser credenciado no MEC?

Como você pôde perceber, nem todos que procuram um seminário têm as mesmas expectativas. Eu estou no time daqueles que buscam um reforço na visão ministerial, não que uma graduação em teologia seja ruim, ao contrário, é totalmente desejável, mas não obrigatório, o mais importante era o que eu poderia fazer com todo esse conhecimento.

Disciplinas básicas de um curso de teologia.

theologia onlinex

Há um grupo de disciplinas básicas que entendo serem obrigatórias para quem quer um estudante de teologia, nisso o curso de bacharel em teologia da UB ganhou pontos comigo por que possui todas elas:

Mas outros, por amor, sabendo que fui posto para defesa do evangelho. Filipenses 1:17

Essa colocação do apóstolo Paulo define bem o que é apologética. Todo cristão, tem o dever de dentro do seu cotidiano defender o evangelho. Essa matéria vai te capacitar para isso.

  • Teologia sistemática

Essa é a que mais gosto. Essa disciplina organiza as muitas doutrinas bíblicas para que todas sejam vistas como um único sistema. Ela permite que você entenda relação entre as profecias do velho testamento e o cumprimento delas nos evangelhos por exemplo. Você vai entender por que o sacrifício de Jesus precisou ser tão violento.

  • Teologia Bíblica

A bíblia é composta por vários livros, ela é um cânone. Em teologia bíblica você vai entender aspectos teológicos de cada livro. Muito bom para ver o desenrolar do maravilhoso plano de Deus.

  • Eclesiologia

Essa matéria cuida dos aspectos eclesiasticos. Liturgia, características e missão da igreja.

  • Batalha Espiritual

Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.
Efésios 6:12

Você vai aprender que existe uma batalha ocorrendo a todo tempo, vai entender como extrair das escrituras sua arma e reforçar seu escudo da fé.

  • Ética cristã

Numa época tão complicada quanto a que vivemos, não pode faltar a um curso de teologia a distância que se prese a discussão da ética. Até aonde ir, até aonde não ir com determinada conduta. Muito boa matéria.

  • Exegese pastoral

O ofício do pastor, apesar de para muitos parecer glamuroso, exige muito estudo e preparo. A exegese junto com a hermenêutica cuidam para que o pastor absorva da bíblia sua real mensagem e assim instrua sua congregação.

  • Pentateuco

São os livros escritos por moisés (Gênesis, Êxodo, Levítico, Números e Deuterônimo). Os judeus conhecem esses livros como a Torá.

  • Os evangelhos

Retratam o ministério de Jesus, seu nascimento, batismo, ensinamento, perseguição, morte e Ressureição. Possui preciosos ensinamentos entre os quais posso citar as parábolas.

  • História da igreja

Quem não conhece o seu passado está fadado a repetir os seus erros. Na história da igreja você vai estudar sobre o importante amadurecimento da igreja. Vai conhecer a vida de homens como Charles Finney, Martinho Lutero, João Calvino, John Wesley, Spurgeon dentre muitos outros.

  • Homilética

Prepara o pregador para seu ofício. Tornar a mensagem de Deus entendível para os crentes.

  • Evangelismo

Vai te ensinar a como pregar a palavra de Deus no contato um-a-um. Todo cristão é um evangelista, levar o evangelho a todos é nossa missão, capacite-se para ela.

  • Grego

Basicamente vai aprender a ler textos dos originais no Grego. Essencialmente no novo testamento.

  • Hebraico

Basicamente vai aprender a ler textos dos originais no Hebraico. Essencialmente no velho testamento.

É possível aprender tudo isso num curso online?

Posso dizer que sim. Recebi os pdfs em casa em casa em pude ler no computador, pc e tablet. Eu gosto muito de imprimir, imprimi muitos dos arquivos e rasbisquei, marquei e revi tudo. Estudei como se estivesse numa faculdade e precisasse ser aprovado.

O resultado:

Cresci muito, apesar de se seu um método online, percebi que o valor acessível e a praticidade compensam muito. Sou muito grato a Deus pelo maravilhoso curso de teologia da Universidade da Bíblia. Recomendo, valeu a pena.

 

Um estudo sobre Graça de Deus parte 2

A bíblia diz que a Graça de Deus traz a salvação, podemos ver isso no livro de Tito, no novo testamento, onde diz: “Porquanto a graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens…”, Tito 2:11.

Portanto, entender o que o termo graça significa é crucial para nossas vidas. Se perguntamos para alguns cristãos o significado da palavra graça, alguns dirão que se trata do perdão de Deus em nossas vidas, o que de fato está correto, porém a graça representa muito mais.

Sem a graça, não teríamos direito a vida eterna, pois é por meio dela que Deus nos concede tal privilégio.

No novo testamento temos vários exemplos de como Deus derramou a sua graça na vida de cada um de nós. Graça significa “favor não merecido”, o primeiro exemplo claro é a entrega de Jesus que morreu por um povo que não merecia, e ressuscitou trazendo vida para um mesmo povo que não merecia.

No velho testamento, quando as pessoas precisavam se apresentar parar Deus era necessário oferecer sacrifícios, no novo testamento o que temos é a aproximação do homem com Deus, pois a morte de Jesus rasgou o véu do templo, nos permitindo apresentar a Deus de forma livre, isso é Graça.

Segundo o velho testamento, o homem vivia debaixo da lei, hoje em dia não suportaríamos viver pela lei do antigo testamento, como poderíamos apedrejar um filho que cometeu um erro? Seríamos capazes de oferecer tantos sacrifícios por cada um de nossos pecados? Certamente que não. A graça nos tira da lei, e assim vivemos por ela. Se errarmos, Deus estará pronto para ouvir e perdoar.   “… Pois não estais debaixo da lei, e sim da graça” Romanos 6:14.

graca

Entendendo o que é a graça de Deus:

  • A graça é um favor não merecido
  • A graça vem do amor de Deus, a graça vem do alto, e não de nós. Nos livros do Apóstolo Paulo no novo testamento, podemos ver com frequência o termo “Graça e paz do Senhor”. “A todos vós, graça e paz da parte de Deus nosso Pai e do Senhor Jesus Cristo”, Gálatas 1:3.
  • A graça é a mensagem do evangelho: o ministério do evangelho tem como objetivo mostrar a graça de Deus em Cristo, que nos oferece um amor e perdão mesmo que não seja merecido.
  • A graça proporciona a salvação, “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus” – Efésios 2:8.

 

A importância da graça:

Todo homem é pecador. Vivenciamos na sociedade um contexto onde diversas tragédias acontecem, filhos se levantam contra seus pais, mentiras reinam no meio das famílias, prostituição presente por todos os lados, vícios, roubos. Porém, segundo o evangelho do novo testamento, Deus nos oferece imensa misericórdia através do seu perdão, através do sangue de Jesus.

Se não fosse a graça de Deus, não existiria a salvação, não existiria a vida eternar. É justamente por derramar tanta graça, que podemos receber o perdão.

Porém, não basta somente receber o perdão, é preciso também viver pela graça, não cometer mais os erros anteriores, é preciso fugir do pecado, é preciso adotar uma vida de acordo com a palavra do Senhor.

Para vivermos na graça é essencial evitar as ocasiões do pecado e vigiarmos nossas atitudes para com o próximo.

 

Vivendo sempre na graça:

“Cuidem que ninguém se exclua da graça de Deus. Que nenhuma raiz de amargura brote e cause perturbação, contaminando a muitos. ” (Hebreus 12.15)

Ficou entendido o que significa a palavra graça e a sua importância para o homem. E para manter essa graça em nossas vidas, é preciso o cuidado.

Cuide-se em oração para que você não caia, tenha amigos que possa ajuda-lo, alimente-se diariamente com a palavra, leia a bíblia nem que seja 15 minutos no dia. Ajude o próximo, tenha atitudes que agradem a Cristo conforme sua palavra.

O que aprendemos aqui:

  • A graça é o favor imerecido
  • A graça é um dom gratuito de Deus oferecido ao homem
  • Pela graça recebemos a salvação
  • Para permanecemos na graça é preciso andar conforme a palavra de Jesus
  • O homem mesmo não merecendo, recebe o perdão de Deus dia após dia.
  • A graça está associada com benevolência, perdão, favor amizade, privilégio;

 

O que é teologia sistemática.

A teologia explica o que a fé cristã ensina. Dentro do cristianismo existem muitas doutrinas que sempre ouvimos falar durantes os cultos, mas talvez nunca nos atentamos à sistematização deles. As principais doutrinas são: doutrina da trindade (não aceita por alguns grupos cristãos), doutrina da criação, doutrina da providência, doutrina da salvação (soteriologia) doutrina da igreja, doutrina dos sacramentos, doutrina das últimas coisas dentre outras. A teologia organiza todas essas doutrinas proporcionando melhor entendimento por quem estuda.

Desde de a origem da fé cristã, com a igreja primitiva, o hábito de se debruçar nos conhecimentos bíblicos sempre teve forte ardor no coração daqueles que amam a Deus. At 2:42 (se dedicavam ao ensino dos apostolos) ou os próprios bereianos que sempre consultavam as escrituras para ter certeza se aquilo que estavam ouvindo realmente provinha do Senhor, e por isso foram considerados nobres.

A palavra Teologia (derivada de Theos e Logos) que em nossa lingua seria algo como “Deus fala” ou “Palavra de Deus”. O centro de toda teologia está em Deus. Algumas pessoas, equivocadamente, pensam que todo centro dos evangelhos está no homem, dado o alto preço pago por Jesus Cristo na cruz do Calvário, mas estão errados. Mesmo nesse momento, o centro continua sendo “YHVH”, o centro continua sendo o Senhor. Sua justiça, seu amor, seu perdão, seu cuidado e sua promessa. Tudo na bíblia se refere a Deus. Uma pessoa uma vez me disse que a bíblia é a narrativa do homem nessa terra tentando se aproximar de Deus, eu retruquei: é o contrário.

bacharel em teologia (2) curso-de-teologia-gratis-

Toda escritura sagrada é a clara demonstração de que o homem jamais poderia por si só chegar até nosso Deus e sua palavra na verdade mostra sempre Deus tentando resgatar o homem. É Deus quem toma a iniciativa. Nós nunca conseguiriamos fazer isso, é contra nossa natureza, é contra nosso coração caído e enganoso envolto em pecado.

Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o poderá conhecer?
Jeremias 17:9

Estudar teologia é dever de todo seguidor de Jesus. Se coisas que tem valor extremamente fugaz como o conhecimento desse mundo, tantas vezes dedicamos muitas horas de nossa vida, quanto mais devemos nos dedicar a aquilo que é eterno.

Como estudar teologia sistemática?

Confesso que é muito dificil estudar sozinho, eu particularmente, contei com o apoio do curso de teologia a distancia nessa tarefa. Mas você pode começar comprando um bom dicionário bíblico e uma boa teologia sistemática. Um prévio conhecimento de exegese e hermenêutica é desejável.

Um estudo sobre Graça de Deus parte 1

Querendo ele passar à Acaia, o animaram os irmãos, e escreveram aos discípulos que o recebessem; o qual, tendo chegado, aproveitou muito aos que pela graça criam.
Atos 18:27

Graça. Palavra tão facilmente ouvida nos dias atuais, mas talvez não seja perfeitamente compreendida por todos quanto a ouvem. Existem muitas definições para essa palavra de diferentes autores cristãos. Na própria bíblia ela é usada com mais de um significado dependendo do contexto. Seu poder e significado quando adequadamente compreendidos são libertadores. Quem vive pela graça não está mais preso aos ditames da lei.

Primeiramente, contextualizemos:

  • Leis no antigo testamento

O estudo das leis no antigo testamento demandaria dezenas de volumes em livros e por isso peço que não veja essa postagem como nada mais do que um humilde comentário de quem ainda tem muito a aprender, ok? Serei objetivo e com certeza vou acabar não sitando algo importante, mas releve e perdoe seu irmão aqui.

As leis no “AT” serviram para guiar de forma objetiva o povo de Deus segundo as regras de conduta que Ele estabeleceu. Quem as recebiam eram homens separados que estavam encarregados de passa-las ao  povo. O “porta-voz” mais conhecido é Moisés. O estudo da lei mosaica pode ser divido em algumas etapas:

  1. 10 mandamentos – basicamente instruiam o povo quanto a forma de obedecer a vontade de Deus e como se relacionar com seus semelhantes.
  2. Livro da Aliança das Ordenanças Civis e Religiosas – tinham como objetivo detalhar e explicar os 10 mandamentos para Israel.
  3. Leis de cerimônia – basicamente era direcionada aos sacerdotes quanto modo certo de servir no tabernáculo

Essencialmente os hebreus e judeus de uma forma geral tinha como referencias essas leis. As orientações eram muito objetivas: não matarás, não furtarás… O contexto da época exigia isso, como o espírito não  habitava cada um do povo de Deus, mas sim seus líderes, para que eles soubessem qual era a vontade de Deus diante de uma situação em especial, precisavam consultar a essa espécie de código jurídico.

O que mudou com a graça:

Com a morte e ressurreição de Jesus, a vinda do espírito e a propagação do evangelho, surgiu o momento propício para o tempo da Graça. No tempo da graça as coisas são menos objetivas e mais subjetivas. O “não matarás” de certa forma virou “Toda pessoa que odeia seu irmão é homicida” (João 3:15. A vontade de Deus agora não depende de uma questão de aparências. O campo da vontade de Deus situa-se no coração do homem. Deus não quer mais a aparência da obediência, mas sim um coração totalmente submisso. Para tal tarefa Ele deixou Seu espírito santo conosco. Ele nos guia, nos orienta e nos ensina qual é a vontade de Deus para nossas vidas em cada situação que enfrentamos no dia a dia. Sua “lei” agora está gravada em nossos corações. O espírito nos alerta quando erramos. Estamos mais aptos a agrada-lo e mais perto dele também.

Expiação…

Uma das principais características da graça é que não precisamos sacrificar animais para fazer expiação de nossos pecados. Aqueles a quem chamou e recebeu como filhos, são perdoados quando se arrependem de coração e largam seus pecados. Esse é o tempo da graça. Acesso ao pai, seu espírito em nós e perdão imerecido. Louvado seja o Senhor.

 

Dois principais mandamentos

E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento.
Este é o primeiro e grande mandamento.
E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo.
Destes dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas.
Mateus 22:37-40

Antes de mais nada é preciso analisar o contexto. Jesus estava em um momento do seu ministério terreno relativamente maduro. Seu nome já era conhecido e muitos vinham ter com Ele. Suas parábolas esclareciam os conhecimentos até então obscuros aos mais humildes. As parábolas facilitaram o entendimento e assimilação dos ouvintes de Cristo. Entretanto, nos versículos anteriores, é possível perceber que Seu ensino já incomodava parte dos religiosos que frequentemente o testavam para que ele caísse em contradição como por exemplo quando lhe perguntaram se era correto pagar tributo a Cesar. Não quero entrar nessa ceara, isso é papo para um outro post. Meu objetivo é expor que Jesus vinha de uma série de ensinamentos e instruções passadas ao povo antes de falar dos mandamentos mais importantes. Vamos a eles:

  • Amarás o Senhor teu Deus

Sem sombra de dúvidas, esse é um mandamento que se “sobrepõem” a qualquer outro.  A ordenança de um indivíduo amar ao seu Deus com o máximo de si é condição básica para o exercício da sua fé. Não entenda mal, todos devemos amar pessoas e sermos gratos por elas ao estarem a nossa volta. Inclusive devemos considera-las melhor do que nós (Filipenses 2:3). Contudo, devemos amar Deus por que Dele provém tudo o que recebemos. Somos extramente gratos por nossos pais, valorizamos nossos amigos, ficamos encantados com o cuidado que dispensam às nossas vidas as pessoas que amamos. Porém, o que essas pessoas fazem, na verdade, é serem instrumentos de Deus ao cuidar de nós. Não estou dizendo que elas , quando nos fazem coisas boas, não desejam fazer isso. Pelo contrário. O que quero dizer que na verdade toda boa dádiva vem do pai das luzes. Essas pessoas queridas são canais que se deixam ser usados para nos abençoar. É preciso enxergar Deus em cada gesto por que se temos alguns motivos para amar quem nos faz algumas coisas boas, temos todos os motivos para amar aquele que tudo nos Deus e vai nos levar para morar com ele.

  • … de todo o teu coração…

Coração nesse contexto não tem relação alguma com o músculo cardiáco situado em nossas caixas torácicas. Coração aponta para paixão, aponta para emoção, aponta para sentimentos. Nossas emoções devem estar nEle. Isso representa um desafio por que tendemos a amar “de todo o coração” as outras coisas dessa vida. Nossos familiares, bens e principalmente nós mesmos. Abra seu coração para o Senhor. Deixe que ele seja o centro.

  • … e de toda tua alma…

A alma tem a ver como vontade. Tem a ver com o mais profundo do seu ser. Amar a Deus de toda tua alma exige um exame diário e submissão do centro da sua alma aos desígnios dEle.

  • … e de todo teu pensamento.

Essa ficou mais fácil de compreender. Durante nossos dias somos instigados a colocar todos os nossos pensamentos nas coisas que precisamos comprar, nos afazeres a cumprir, nos trabalhos a entregar, etc etc. Deus nos convida a submetermos nossa mente a Ele. Amar a Deus de todo o pensamento requer de nós momentos de reflexão: o que estou prestes a fazer está de acordo com o que Deus quer e me ensinou através das sagradas escrituras? Esse pensamento agrada ao Senhor. Se em todo pensamento seu você reconhece a primazia de Deus antes de tomar qualquer decisão, você provavelmente está no caminho certo.

  • Este é o primeiro e grande mandamento.

Jesus ressaltou a importância de amar a Deus como algo primordial.

  • E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo.

De forma semelhante devemos nutrir os tipos de “amores” em relação aos nossos próximos. Repare que ele não limitou o tipo de pessoa que consideramos como próximo. Próximo não é só seu familiar, não é só seu conjuge, mas também aquele seu colega de trabalho que não é fácil de lidar, aquele vizinho que frequentemente lhe dá dor de cabeças. Amá-los requer de nós uma alta dose de esforço, mas quando você ama a Deus com sinceridade e primazia você torna-se mais capacitado para o segundo mandamento. Amar como a você mesmo não é para qualquer um, somente um Cristão verdadeiro cheio do espírito santo está habilitado a fazer isso.

  • Destes dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas.

Esse versículo fechou com “chave de ouro”. Numa época onde as pessoas estavam muito preocupados em serem legalistas e os fariseus eram os mais bem vistos. Jesus quebrou paradigmas ao submeter toda a lei e os profetas ao mandamento do amor. De igual forma, hoje, pouco proveito se tem todo conhecimento teológico se ele não vem precedido de amor incondicional por Deus e pelas vidas daqueles Ele nos confiou o cuidado. Ore e peça a Deus, ele vai lhe capacitar.

Estudos sobre o Sermão do monte parte 1

E Jesus, vendo a multidão, subiu a um monte, e, assentando-se, aproximaram-se dele os seus discípulos; Mateus 5:1

Ps: Antes de tudo as postagens nesse blog não tem a pretensão de esgotar uma análise sobre os profundos ensinamentos de Cristo no texto em questão, mas expor nossas observações e ressaltar aquilo que vemos como “pontos-chave”.

Mateus 5, certamente, figura entre os capítulos da bíblia mais conhecidos por qualquer pessoa no ocidente. O momento em que Jesus sobe a um monte e começa a sistematicamente proferir ensinamentos práticos e ao mesmo tempo profundos sobre questões dessa vida é reconhecidamente um dos pontos mais altos do seu ministério terreno.

Vamos contextualizar um pouco

O texto de Mateus capítulo 5 é o primeiro que nos fornece ensinamentos oriundos direto dos lábios de Cristo ao povo. No capítulo anterior, após Jesus ser tentado pelo diabo, voltar do deserto e chamar para si seguidores há um breve relato do seu trabalho. Sua fama se espalhou com certa rapidez. Pessoas começaram a serem trazidas até ele para serem curadas e outras vinham para ouvir o evangelho.

O texto em si

  •  E Jesus, vendo a multidão, subiu a um monte, e, assentando-se, aproximaram-se dele os seus discípulosLogo no primeiro versículo, é notório que Jesus aproveitou o momento para expor seus ensinamentos. Ele não o fizera anteriormente talvez por que esperasse o número ideal de pessoas ou o local adequado para que todos os ouvissem, de qualquer percebe-se que não foi um momento aleatório, mas sim o momento e o local onde os ensinos seriam mais frutíferos.
  • Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus;
    Mateus 5:3

O primeiro ensinamento parece justamente ser algo controverso a um primeiro olhar. Afinal bem-aventurados (felizes) aqueles que são pobres de espírito, não parece uma boa forma de começar um discurso. Entretanto, aqueles a quem ele queria ensinar compreenderam seus ensinos. Pobre de espírito no contexto da bíblia não tem o mesmo significado que essa expressão tem para nós. Quando queremos dizer que alguém é pobre de espírito, queremos dizer que uma pessoa é mesquinha, avarenta ou ainda sim que lhe falta entendimento espiritual das coisas.

Não foi isso que Cristo ensinou. Primeiro, entendamos que a palavra “pobre” em uma definições no dicionário significa “humilde”, “não possuidor de posses”. Talvez seja por causa do contexto daquela ou por outro motivo não muito claro para nós essa tenha sido a melhor maneira daqueles que ouviram a mensagem entenderem. Ser pobre de espírito é essencialmente reconhecer que espiritualmente você depende de Deus. Jesus Cristo quis convidar seus ouvintes a de imediato a reconhecerem que não tinham nada diante de Deus. Suas primeiras palavras foram um convite a humildade. Provavelmente se não se despissem de toda soberba e sentimento de autossuficiência, não entenderiam o que viria a seguir. Essa é uma recomendação para todos aqueles que estudam a palavra de Deus. Não me refiro a estudantes de teologia, não estou falando de exegetas ou hermaneutas, estou falando de todos. Quando separarmos um momento específico para aprender do Senhor. Ceguemos despido de toda crença que temos algo. Somos pobre, toda riqueza desse mundo ficará. Para conseguirmos tesouros espirituais primeiramente precisamos reconhecer nossa miséria.

  • Bem-aventurados os que choram, pois serão consolados
    Mateus 5:4

Mais uma vez um convite ao quebrantamento. Parece que o Senhor Jesus quis enfatizar à multidão o quanto eles precisavam perceber sua pequenez diante do criador. Choro é sinônimo de dor, tristeza e frustração. Era isso que Cristo desejava que os destinatários da sua mensagem? Certamente não. Ele desejava que aqueles quais Deus chamou para si, depois de reconhecerem sua pobreza espiritual precisavam de certa forma “extravasar” suas dores. Chorar aos pés de Deus é entregar a Ele suas dores e problemas e Ele viria como um bálsamo consolar sarando as feridas da alma.

Como você se aproximou de Deus hoje? Com humildade? Colocou nesse sua dependência ou você ainda confia nas suas posses. Devemos nos despir de qualquer coisa que nos traga a sensação de segurança que não seja Cristo. Choremos aos pés Dele pois é de sua vontade nos consolar.